Atualização de Equipamento de Aquecimento e Refrigeração

Se o seu equipamento de aquecimento e refrigeração tiver mais de 10 anos, talvez esteja na altura de o substituir. O equipamento de elevada eficiência pode tornar a sua casa mais confortável, eficiente e económica. Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem recursos e descontos que o ajudam a atualizar o seu equipamento.

Trata-se de uma emergência?


  • 1

    Trabalhe com um profissional de AVAC certificado para determinar qual o equipamento certo para a sua casa.

  • 2

    Consulte as atualizações de equipamento disponíveis aqui.

  • 3

    Está interessado em financiamento com 0% de juros? Candidate-se a um Empréstimo HEAT antes da instalação do seu equipamento.

Guia de Substituição de Aquecimento e Refrigeração

Todos os sistemas de aquecimento têm três componentes básicos. Se o seu sistema de aquecimento não estiver a funcionar corretamente, o problema poderá estar num destes componentes básicos:

Fonte de calor

A fonte de calor, normalmente uma fornalha, caldeira ou bomba de calor, fornece ar quente ou água para aquecer a casa.

Sistema de distribuição de calor

O sistema de distribuição de calor, tal como ar forçado ou radiadores, move o ar quente, vapor ou água quente pela casa.

Sistema de controlo

O sistema de controlo, normalmente um termóstato, regula a quantidade de calor que é distribuída.

Tipo de Combustível

Se existir mais do que uma opção disponível, é importante que compare os custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar um combustível alternativo.

Selecione o tipo de equipamento e consulte os passos necessários para a sua substituição:

Se existir mais do que uma opção disponível, é importante que compare os custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar um combustível alternativo.



Passo 1: Compreender o Equipamento

Termóstatos Inteligentes e Programáveis com Certificação ENERGY STAR

Termóstatos Programáveis

Um termóstato programável é um termóstato que é concebido para ajustar a temperatura de acordo com uma série de configurações programáveis que produzem efeito em diferentes alturas do dia. Os termóstatos programáveis também são conhecidos por termóstatos de regulação ou termóstatos de temporização.

Termóstatos Inteligentes Com Certificação ENERGY STAR

Um termóstato inteligente pode ser controlado a partir do seu telemóvel, tablet, coluna de som inteligente ou qualquer outro dispositivo que possua uma ligação à internet. Os termóstatos inteligentes por norma permitem-lhe programar as configurações de temperatura desejadas, assim como incorporar as mesmas em sistemas de automação residencial.

Compre num revendedor participante

Poupe de imediato ao comprar um termóstato inteligente com certificação ENERGY STAR® elegível num revendedor participante. Siga as indicações para verificar a sua elegibilidade e receberá uma mensagem de texto com uma ligação para obter o seu código de desconto. Mostre o código na caixa registadora e o valor do desconto será subtraído instantaneamente do preço da unidade.

Ou compre através do nosso catálogo online

Receba descontos imediatos em termóstatos inteligentes e programáveis que poupam energia, oferecidos pelos Patrocinadores da Mass Save®. Não será necessário candidatar-se a um desconto, uma vez que a nossa loja online disponibiliza reduções de preços imediatas.

Passo 2: Trabalhar com um Agente

Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. Contacte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

Passo 3: Melhores Práticas de Instalação

Termóstatos Inteligentes e Programáveis com Certificação ENERGY STAR

Termóstatos Programáveis

A utilização adequada de um termóstato programável em sua casa é uma das formas mais fáceis de poupar energia e dinheiro. Quando estiver a proceder à substituição, tenha em consideração que os termóstatos antigos podem conter mercúrio, o qual pode ser nocivo para o ambiente se não for eliminado da forma adequada. Para mais informações sobre Locais Próximos de Si onde poderá eliminar termóstatos antigos, visite: Thermostat Recycling Corporation.

Termóstatos Inteligentes Com Certificação ENERGY STAR

Quando estiver a proceder à atualização, tenha em consideração que os termóstatos antigos podem conter mercúrio, o qual pode ser nocivo para o ambiente se não for eliminado da forma adequada. Para mais informações sobre Locais Próximos de Si onde poderá eliminar termóstatos antigos, visite: Thermostat Recycling Corporation.

Está interessado numa instalação sem custos?

Através da nossa avaliação energética residencial, os clientes residenciais podem tirar partido dos preços com descontos da Mass Save e comprar termóstatos inteligentes Wi-Fi Nest Thermostat E ou Building 36™ por apenas 100 $. Até os instalamos gratuitamente. Estes termóstatos economizadores de energia e fáceis de usar ajustam-se ao seu horário e permitem-lhe controlar a temperatura da sua casa de qualquer lado.

 

Ligue para o número 866-527-SAVE (7283) ainda hoje para agendar a sua Avaliação Energética Residencial e obter mais informações sobre os incentivos para termóstatos inteligentes e incentivos de instalação. Pode também consultar as nossas FAQs.

 

O Termóstato Nest E e o Termóstato Building 36 são compatíveis com uma vasta gama de sistemas de aquecimento e ar condicionado; no entanto, nem todos os termóstatos são compatíveis com todos os sistemas. A instalação está sujeita a compatibilidade com os seus sistemas de aquecimento e refrigeração, e a oferta está sujeita a alterações.

 

Está interessado em comprar um termóstato inteligente diferente?

Estão disponíveis descontos até 100 $ por cada termóstato inteligente (limite de 4 por conta de cliente). Pode instalar os termóstatos por iniciativa própria ou pode contratar um agente de aquecimento ou eletricista para fazer a instalação (sendo os custos da sua responsabilidade). A instalação sem custos NÃO está disponível para descontos ou compras na loja online para qualquer termóstato.

Passo 4: Candidatar-se ao seu Desconto

Passo 5: Manutenção do Equipamento

Termóstatos Inteligentes e Programáveis com Certificação ENERGY STAR

Termóstatos Inteligentes Com Certificação ENERGY STAR

Grande parte dos termóstatos inteligentes são capazes de programar as configurações de acordo com a rotina da sua família (incluindo quando estão ausentes ou a dormir), contribuindo assim para uma poupança significativa durante todo o ano. Se o seu termóstato inteligente não possuir uma funcionalidade E-learning, programe estas configurações através de uma aplicação fornecida pelo fabricante. Estes termóstatos energeticamente eficientes são fáceis de programar e permitem poupar entre 5 e 10% nas suas contas de aquecimento.

Termóstatos Programáveis

São capazes de programar as configurações de acordo com a rotina da sua família (incluindo quando estão ausentes ou a dormir) contribuindo assim para uma poupança significativa durante todo o ano. Estes termóstatos energeticamente eficientes são fáceis de programar e permitem poupar entre 5 a 10% nas suas contas de aquecimento.

Passo 1: Compreender o Equipamento

Equipamento Elétrico de Aquecimento e Refrigeração

Bomba de Calor Central

Uma bomba de calor central funciona com o mesmo tipo de sistema de condutas de um sistema de ar condicionado (AC) central ou uma fornalha, mas tem a capacidade de fornecer aquecimento e também refrigeração usando a diferença entre as temperaturas exteriores e interiores para refrescar e aquecer a sua casa, permitindo-lhe, ao mesmo tempo, poupar nos custos de energia. Os sistemas mistos com condutas também utilizam condutas para distribuição de aquecimento e refrigeração, mas envolvem a instalação de novas condutas destinadas apenas à bomba de calor. Os sistemas mistos com condutas podem ser instalados em conjunto com unidades sem condutas.

Bombas de Calor Mini-Split

Uma bomba de calor consiste num dispositivo que movimenta o calor de um local para outro. Funciona de forma semelhante a um aparelho de ar condicionado (AC) ou frigorífico. Enquanto um frigorífico movimenta o calor do frigorífico para a cozinha, uma bomba de calor movimenta o calor de casa para o exterior ou vice-versa. Atualmente, uma bomba de calor pode reduzir o consumo de eletricidade para aquecimento cerca de 50% em comparação com o aquecimento por resistência elétrica (por exemplo, fornalhas e aquecedores de rodapé).

As bombas de calor mini-split fornecem aquecimento e refrigeração fiáveis, e podem poupar até 30% em custos de energia através da deslocação de calor, em vez de trabalharem durante mais tempo para gerarem calor. Nos meses quentes do verão, o calor é deslocado do interior para o exterior, enquanto no inverno o processo é o inverso, com extração de energia a partir do ar exterior e conversão da mesma em calor para a sua casa.

Uma nova bomba de calor mini-split de elevada eficiência fornece diretamente ar quente ou frio em zonas diferentes da sua casa, o que lhe permite evitar as perdas de energia associadas às condutas de sistemas de ar forçado central. As bombas de calor mini-split podem substituir de forma económica o aquecimento elétrico de rodapés e aparelhos de ar condicionado de janela.

Controlos Integrados

Para clientes que aquecem as suas casas com óleo ou propano, a utilização eficaz de bombas de calor com o sistema de aquecimento existente pode reduzir os custos de aquecimento. Ao instalar um controlo integrado, o sistema poderá alterar automaticamente o fornecimento de aquecimento através da bomba de calor para o sistema de aquecimento convencional com base numa temperatura exterior previamente selecionada. Isto irá conceder o máximo conforto e uma poupança nos gastos ao longo dos meses de inverno.

Bombas de Calor Ar-Água

Uma bomba de calor consiste num dispositivo que movimenta o calor de um local para outro. Funciona de forma semelhante a um aparelho de ar condicionado (AC) ou frigorífico. Enquanto um frigorífico movimenta o calor do frigorífico para a cozinha, uma bomba de calor movimenta o calor de casa para o exterior ou vice-versa. Atualmente, uma bomba de calor pode reduzir os gastos de eletricidade destinados ao aquecimento em cerca de 50% comparativamente ao aquecimento por resistência elétrica.

As bombas de calor a ar convencionais recebem o calor exterior através de um refrigerante. As bombas de calor ar-água (ATW) transferem este calor para um fluído (normalmente água ou uma mistura de água e glicol) no exterior, e transportam este fluído para dentro de casa de modo a fornecer aquecimento ambiente através da distribuição hidrónica (por exemplo, sistemas de circulação de água através de piso radiante, radiador, ou rodapé). Estes sistemas podem também ser utilizados num modo de refrigeração, criando assim fluído refrigerado e conduzindo-o através de uma bobina de ar que permite a distribuição de ar condicionado pela casa ou empresa. Apesar de o mercado de bombas de calor ar-água (ATW) não ter uma forte presença nos EUA, este encontra-se bem estalecido na Europa e na China, com um mercado global de cerca de 1,7 milhões de unidades/ano*

*Siegenthaler, John. “Air-to-Water Heat Pumps for Low Energy & Net Zero Houses”, 2018 New York Regional Home Performance Conference & Trade Show, 2/14/2018.

Bombas de Calor Geotérmicas

As bombas de calor geotérmicas (GHPs) funcionam com o mesmo tipo de sistema de condutas de um sistema de AC central ou fornalha. As bombas de calor geotérmicas estão entre as tecnologias de aquecimento e refrigeração mais eficientes e confortáveis atualmente disponíveis, muito graças ao facto de estas utilizarem o calor natural da terra para fornecer aquecimento, refrigeração, e frequentemente, aquecimento da água.

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR MAIS INFORMAÇÕES

Passo 2: Trabalhar com um Agente

Trabalhe com um agente de AVAC certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. Antes da instalação, considere o seguinte:


O seu agente tem formação em measureQuick?

Todos os agentes com formação em measureQuick garantem que o equipamento é instalado de acordo com as especificações do fabricante. Os sistemas que são instalados adequadamente funcionam com máxima eficiência, aumentando o conforto e as poupanças na sua casa.

Passo 3: Melhores Práticas de Instalação

Equipamento Elétrico de Aquecimento e Refrigeração

Bomba de Calor Central

Escolha um agente de AVAC certificado para determinar se as bombas de calor centrais são adequadas para a sua casa. Antes da instalação, considere o seguinte:

  • Vedação de condutas: Uma vedação de condutas adequada pode reduzir os custos de aquecimento e refrigeração até 15%.

  • Caudal de ar: Um agente com formação em measureQuick verificará se o sistema possui a carga adequada de refrigerante e o caudal de ar necessário para que retire o máximo partido do seu sistema.

  • Dimensionamento: Um equipamento sobredimensionado tem um custo mais elevado, utiliza mais energia e pode não conseguir desumidificar adequadamente a sua casa. O agente deve certificar-se de que tem o sistema certo para o seu espaço.

  • Se for utilizado um sistema de condutas existente com uma bomba de calor, as condutas devem ser vedadas e isoladas a um valor R (R-value)* de oito. Se estiver a ser instalado um novo sistema de condutas, este deve ser instalado dentro de casa tanto quanto possível, e não no sótão (a maioria dos sótãos ventilados estão sujeitos a temperaturas extremas). Se optar por unidades de mural, é importante que selecione o tamanho apropriado. Apesar da natureza variável da velocidade das bombas de calor modernas, as unidades de grande dimensão podem não conseguir desumidificar adequadamente, pois irão refrigerar as divisões rapidamente. A dimensão das bombas de calor deve ser calculada com base num cálculo de carga do Manual J**, visto que os sistemas de grandes dimensões irão ser mais dispendiosos, estes requerem condutas mais largas de modo a garantir o correto funcionamento e estas podem não conseguir desumidificar de forma eficaz.

     

    *O valor R é uma forma de medir o quão eficazmente uma barreira bidimensional, tal como uma camada de isolamento, uma janela ou uma parede ou teto completos, resiste ao fluxo condutor de calor.

    **Um cálculo de carga do Manual J, tem por base as diferentes caraterísticas da sua casa (tais como pés quadrados, posição das paredes, materiais de construção, etc.) de modo a determinar qual a capacidade de aquecimento/refrigeração necessária para a sua casa.

    Bombas de Calor Mini-Split

    Trabalhe com um agente de AVAC certificado para determinar se as bombas de calor mini-split são adequadas para a sua casa. Antes da instalação, considere o seguinte:

    • Descubra a sua necessidade: as bombas de calor mini-split são utilizadas por várias razões, quer seja para aquecimento e refrigeração de uma casa inteira ou de um espaço individual. Para utilização em toda a casa, certifique-se de que tem capacidade suficiente e que as unidades interiores são colocadas de forma apropriada para abranger todas as zonas. Os modelos de várias cabeças para climas frios são uma boa opção para aquecimento e refrigeração de toda a casa, e funcionam com eficiência até em temperaturas muito baixas.

    • Utilize com o sistema de aquecimento existente: a utilização de bombas de calor mini-split no inverno para complementar o sistema de aquecimento existente pode reduzir os custos globais de aquecimento sem sacrificar o conforto. As maiores poupanças nos custos são obtidas quando as bombas de calor mini-split são utilizadas como a fonte principal de calor para zonas inteiras que, atualmente, são aquecidas por um sistema de aquecimento elétrico ou de gás propano no rodapé. Com base nos preços atuais do combustível, se o sistema de aquecimento existente for alimentado a óleo ou gás propano, ainda pode poupar dinheiro utilizando a mini-split como fonte principal de calor quando as temperaturas no exterior são superiores a 25 graus Fahrenheit.

    • Dimensionamento adequado: para obter um desempenho ideal, peça ao seu agente para dimensionar o sistema de acordo com as suas necessidades. Um sistema demasiado grande desperdiça energia e um sistema demasiado pequeno não fornecerá o conforto adequado.

    Controlos Integrados

    A instalação de controlos integrados poderá variar consideravelmente de acordo com o sistema e equipamento que escolher. A melhor opção é decidir em conjunto com o seu agente de AVAC qual a melhor alternativa para o seu caso.

    Bomba de Calor Ar-Água

    Trabalhe com um agente de AVAC certificado para determinar se as bombas de calor ar-água são adequadas para a sua casa. Antes da instalação, considere o seguinte:

    • Determine a necessidade: As bombas de calor ar-água (ATW) dispõem de inúmeras aplicações com vantagens em relação aos sistemas hidrónicos tradicionais em casas novas ou já existentes, e vantagens em relação a sistemas de ar forçado em novas construções. Quando comparadas a um sistema comum de caldeira de condensação a gás, as bombas de calor ar-água (ATW) podem oferecer poupanças energéticas de até 47%* com um coeficiente de desempenho (COP) sazonal de 1,7-3,0. Quando comparados a bombas de calor a ar tradicionais, os sistemas ar-água (ATW) também demonstram um desempenho superior quando se verificam temperaturas exteriores baixas, tornando assim o seu uso conveniente em toda a América, incluindo nas regiões mais frias. * As caldeiras de condensação comuns mostram ser aproximadamente 90-98,5% eficientes (de acordo com a AFUE), enquanto as bombas de calor ar-água (ATW) são, pelo menos, 170% eficientes a 5 graus Fahrenheit (de acordo com o COP).
    • Além da poupança energética, os sistemas de bombas de calor ar-água (ATW) podem fornecer os seguintes benefícios:
      • Uma vez que o sistema aquece a água, a adição de um reservatório ao sistema irá fornecer aos utilizadores um aquecimento eficiente de água para uso doméstico. Isto elimina a necessidade de possuir um termoacumulador separado, permitindo assim economizar milhares de dólares.
      • Os ventiladores encontram-se todos no exterior, o que proporciona um funcionamento silencioso.
      • Este sistema possibilita também uma forma de refrigeração das casas sem a necessidade de condutas extensas, visto que estão disponíveis opções do género mini-split.
    • Dimensionamento adequado: Para obter um desempenho ideal, peça ao seu agente para dimensionar o sistema de acordo com as suas necessidades. Um sistema demasiado grande desperdiça energia e um sistema demasiado pequeno não fornecerá o conforto adequado.

    Bombas de Calor Geotérmicas

    Trabalhe com um agente de AVAC certificado para determinar se as bombas de calor geotérmicas são adequadas para a sua casa. Antes da instalação, considere o seguinte:

    • Proteção contra intempéries: Vedar as fugas de ar (e também adicionar isolamento) é uma das formas mais eficazes de reduzir as contas de energia, melhorar a eficiência dos sistemas de aquecimento e refrigeração, e melhorar o conforto da sua casa.
    • Vedação de condutas: Uma vedação de condutas adequada pode reduzir os custos de aquecimento e refrigeração até 15%.
    • Caudal de ar: Um agente com formação em measureQuick irá verificar se o seu sistema possui o caudal de ar adequado para que retire o máximo partido do seu sistema.
    • Dimensionamento: Um equipamento sobredimensionado tem um custo mais elevado, utiliza mais energia e pode não conseguir desumidificar adequadamente a sua casa. O agente deve certificar-se de que tem o sistema certo para o seu espaço.

    Se for utilizado um sistema de condutas existente com uma GHP (bomba de calor geotérmica), as condutas devem ser vedadas e isoladas a um valor R (R-value)* de oito. Se estiver a ser instalado um novo sistema de condutas, este deve ser instalado dentro de casa tanto quanto possível, e não no sótão (a maioria dos sótãos ventilados estão sujeitos a temperaturas extremas). Apesar da natureza variável da velocidade das bombas de calor modernas, as unidades de grande dimensão podem não conseguir desumidificar adequadamente, pois irão refrigerar as divisões rapidamente. A dimensão das bombas de calor deve ser calculada com base num cálculo de carga do Manual J**, visto que os sistemas de grandes dimensões irão ser mais dispendiosos, estes requerem condutas mais largas de modo a garantir o correto funcionamento e estas podem não conseguir desumidificar de forma eficaz.

    *O valor R é uma forma de medir o quão eficazmente uma barreira bidimensional, tal como uma camada de isolamento, uma janela ou uma parede ou teto completos, resiste ao fluxo condutor de calor.
    ** Um cálculo de carga do Manual J, tem por base as diferentes caraterísticas da sua casa (tais como pés quadrados, posição das paredes, materiais de construção, etc.) de modo a determinar qual a capacidade de aquecimento/refrigeração necessária para a sua casa.

    Passo 4: Candidatar-se ao seu Desconto

    Equipamento Elétrico de Aquecimento e Refrigeração

    Bomba de Calor Central

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Bombas de Calor Mini-Split

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Bombas de Calor Ar-Água

    Os Patrocinadores da Mass Save oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Bombas de Calor Geotérmicas

    Os Patrocinadores da Mass Save oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Passo 5: Manutenção do Equipamento

    Equipamento Elétrico de Aquecimento e Refrigeração

    Bomba de Calor Central

    As bombas de calor funcionam entre 1200 e 1500 horas por ano. O condensador externo deve ser limpo todos os anos, de preferência no outono. Os ventiladores internos (unidades centrais ou murais/cassetes) possuem filtros que devem ser limpos regularmente. Limpe os filtros todos os meses. Deve limpar os filtros plissados de uma polegada três a quatro vezes por ano e os restantes meios filtrantes duas vezes por ano (primavera e outono). Verifique a bomba e as linhas de condensados para garantir um funcionamento adequado e substitua os filtros do humificador anualmente.

    Bombas de Calor Mini-Split

    Após a instalação do sistema mini-split, só tem de configurá-lo e não precisa de fazer mais nada! Deixar o sistema ligado a tempo inteiro otimiza o conforto e a eficiência da sua casa. O sistema foi concebido para funcionar continuamente e ajustar-se-á automaticamente à medida que for atingida a definição de temperatura pretendida para o espaço.

    Para maximizar a poupança e o conforto, o nosso guia de poupança dir-lhe-á como pode utilizar a bomba de calor da melhor forma para aquecer e refrigerar a sua casa.

    Controlos Integrados

    Normalmente, os controlos integrados possuem uma componente Wi-Fi que possibilita uma ligação ao sistema de AVAC. Destes, muitos termóstatos inteligentes dispõem de E-learning, podendo assim programar automaticamente as configurações de acordo com a rotina da sua família (incluindo quando estão ausentes ou a dormir), contribuindo assim para uma poupança significativa durante todo o ano. O controlo integrado também se baseia em dados e estatísticas introduzidos manualmente e irá efetuar uma análise desses valores até concluir quais as condições que lhe proporcionam um maior conforto. Se o seu controlo integrado não possuir uma funcionalidade Wi-Fi ou E-learning, deverá programar uma rotina consultando o guia fornecido pelo fabricante.

    Bombas de Calor Geotérmicas

    Efetue a manutenção do seu equipamento a fim de evitar problemas futuros e custos indesejados. Limpe ou substitua os filtros todos os meses, substitua os filtros plissados de uma polegada pelo menos três a quatro vezes por ano. Os restantes meios filtrantes também devem ser limpos regularmente e substituídos pelo menos duas vezes por ano (primavera e outono).

    Mantenha o seu sistema de refrigeração e aquecimento no máximo desempenho ao recorrer a um agente para efetuar a manutenção anual do seu equipamento. Por exemplo, o seu agente pode verificar a bomba e as linhas de condensados para um funcionamento adequado e substituir os filtros do humificador. Os agentes têm uma agenda extremamente preenchida assim que o verão e o inverno se aproximam, por isso é melhorar efetuar a manutenção do sistema de refrigeração na primavera e do sistema de aquecimento no outono. Não se esqueça de que pode agendar as manutenções na altura das mudanças horárias, na primavera e no outono respetivamente.

    Bomba de Calor Ar-Água

    Efetue a manutenção do seu equipamento a fim de evitar problemas futuros e custos indesejados. Mantenha o seu sistema de refrigeração e aquecimento no máximo desempenho ao recorrer a um agente para efetuar a manutenção anual do seu equipamento antes da chegada do verão ou do inverno. Os agentes têm uma agenda extremamente preenchida durante as épocas de aquecimento e refrigeração. A melhor opção é garantir que a manutenção do seu sistema de refrigeração é feita na primavera e que a do sistema de aquecimento ocorre no outono. Não se esqueça de que pode agendar as manutenções na altura das mudanças horárias, na primavera e no outono respetivamente.

    Passo 1: Compreender o Equipamento

    Um termoacumulador com bomba de calor funciona de forma semelhante a um aparelho de ar condicionado (AC) ou um frigorifico, transportando o calor do ar circundante para o reservatório de água quente. A maioria dos termoacumuladores com bomba de calor possui um reservatório de água quente integrado e um modo híbrido, permitindo-lhes funcionar como termoacumuladores elétricos tradicionais, se necessário.

    Vídeo 1: Como funcionam os termoacumuladores com bomba de calor?

     

    Vídeo 2: Encontrar o termoacumulador com bomba de calor adequado

    Passo 2: Trabalhar com um Agente

    Escolha um canalizador certificado para realizar a instalação de um produto qualificado. O equipamento deve substituir um termoacumulador com reservatório elétrico já existente na habitação ou ser uma construção nova (substituições de termoacumuladores a gás, óleo ou gás propano não são elegíveis).


    O seu agente tem formação em measureQuick?

    Todos os agentes com formação em measureQuick garantem que o equipamento é instalado de acordo com as especificações do fabricante. Os sistemas que são instalados adequadamente funcionam com máxima eficiência, aumentando o conforto e as poupanças na sua casa.

    Passo 3: Melhores Práticas de Instalação

    Os termoacumuladores com bomba de calor necessitam de ser instalados em locais abertos, semicondicionados e com uma temperatura ambiente mínima igual ou superior a 50 graus Fahrenheit. Não devem ser instalados dentro de um armário, mesmo que tenha uma porta com persiana. Se o equipamento HPWH necessitar de ser colocado num local confinado, é recomendável a instalação de um kit específico de condutas na unidade para assim fornecer as trocas de ar necessárias à unidade. Estes kits estão disponíveis através de fabricantes selecionados de HPWH. É possível aumentar a capacidade de um reservatório de 50 galões com a instalação de uma válvula misturadora (é necessário um dispositivo termostático antiqueimaduras), esta irá permitir o armazenamento de água no termoacumulador a uma temperatura mais elevada, ao mesmo tempo que a água continua a circular para as torneiras a temperaturas seguras. A temperatura mais elevada da água armazenada pode aumentar a capacidade do reservatório em 10-12 galões, ou 20%.

    Passo 4: Candidatar-se ao seu Desconto

    Passo 5: Manutenção do Equipamento

    Os termoacumuladores com bomba de calor possuem filtros laváveis que devem ser limpos mensalmente ou de acordo com as indicações do fabricante. Deixe o filtro secar antes de o colocar novamente no termoacumulador. Todas as linhas ou bombas de drenagem de condensados devem ser verificadas e limpas anualmente de modo a evitar fugas.

     

    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no nosso blog

    Passo 1: Compreender o Equipamento

    Aquecimento a Gás Natural

    Caldeiras a Gás

    As caldeiras de condensação a gás atingem a eficiência através da condensação do vapor da água nos gases de exaustão e recuperando o calor latente que seria normalmente perdido através da chaminé. Quando tal sucede, as mesmas podem alcançar uma eficiência igual ou superior a 90% (quando o sistema é concebido e instalado de acordo com as indicações do fabricante).  

    A tecnologia da caldeira de condensação é concebida para que a temperatura ambiente seja conservada, tal como acontece quando seleciona a opção de controlo da velocidade de cruzeiro (cruise control) no seu veículo e este mantém a velocidade e poupa combustível.  

    Enquanto as caldeiras convencionais apenas são capazes de interromper o funcionamento na totalidade ou funcionar na sua capacidade máxima, a sua caldeira de condensação pode funcionar quer a 20% da capacidade máxima, quer na capacidade máxima ou de acordo com a sua necessidade. A capacidade de adaptação torna-se mais eficiente se o seu sistema possuir um termoacumulador indireto de água quente sanitária, o qual terá de funcionar durante o ano inteiro. Consulte mais informações no  blog da Mass Save.

    Fornalhas a Gás

    As fornalhas modernas para além de economizarem mais energia, poluem menos e aumentam o conforto, visto que produzem calor de forma mais constante do que as fornalhas mais antigas. Optar por uma opção eficiente em termos energéticos pode fazer uma grande diferença! O nível mínimo de eficiência permitido pela legislação atual é de 78%, posto isto, as fornalhas a gás de alta eficiência podem atingir níveis de eficiência iguais ou superiores a 95%.


    Poupe ainda mais com um ventilador de fornalha eficiente

    Muitas vezes referido como um motor elétrico de corrente contínua (CC) sem escovas ou motor de íman permanente, um motor eletronicamente comutado (ECM) recorre a um inversor integrado e a um rotor de íman para atingir níveis mais altos de eficiência do que os motores de corrente alternada (AC). Utilizados em ventiladores de fornalhas ou em bombas de circulação de água quente, os motores eletronicamente comutados (ECM) podem atingir níveis de eficiência duas vezes superiores quando comparados a ventiladores ou bombas de circulação que não possuam um ECM. Hoje em dia, grande parte das fornalhas eficientes possuem estes ventiladores já incorporados.

    Controlos de Reset Exteriores

    Uma controlo de reset de caldeira é um aparelho que controla automaticamente a temperatura da água da caldeira com base na temperatura exterior. A água pode ser mais fria durante o outono e a primavera, e mais quente durante os dias mais frios do inverno. Isto melhora a eficiência da caldeira, assim como o conforto interior criando uma melhor correspondência entre a saída da caldeira e as necessidades de aquecimento do espaço. Um sistema de distribuição de caldeiras é concebido com o objetivo de manter uma casa quente durante os dias mais frios do ano. Tendo em conta que as caldeiras raramente funcionam nas condições para as quais foram projetadas, ao reduzir a temperatura da água da caldeira estará a:

    • Melhorar a eficiência da caldeira ao reduzir a temperatura de aquecimento necessária
    • Melhorar o conforto interior com uma distribuição de calor mais consistente ou menos intenso a partir dos radiadores
    • Reduzir as perdas em standby das tubagens

    Termoacumuladores a Gás Natural

    Termoacumuladores de Condensação

    Um termoacumulador de condensação funciona de forma semelhante a uma caldeira de condensação, retendo o calor da exaustão antes de este se propagar. É altamente eficiente, mas vai exigir igualmente ventilação e drenagem. Procure uma eficiência de pelo menos 95%.

    Se o seu termoacumulador a gás estiver a chegar ao fim da sua vida útil (normalmente, após 10 anos), está na altura de pensar em substituí-lo. Idealmente, deve fazer isso antes de o equipamento avariar e o deixar sem água quente, com uma conta de reparação elevada e com uma dor de cabeça.

     

    Consulte o nosso blog para saber mais informações relativamente a opções de substituição.

    Termoacumuladores Indiretos

    Num termoacumulador indireto, a água circula através de um permutador de calor na caldeira. Esta água aquecida segue então para um reservatório de armazenamento isolado. A utilização de um termoacumulador indireto com uma caldeira de alta eficiência, mostra ser um dos métodos de aquecimento de água menos dispendioso.

     

    Se o seu termoacumulador a gás estiver a chegar ao fim da sua vida útil (normalmente, após 10 anos), está na altura de pensar em substituí-lo. Idealmente, deve fazer isso antes de o equipamento avariar e o deixar sem água quente, com uma conta de reparação elevada e com uma dor de cabeça.

     

    Consulte o nosso blog para saber mais informações relativamente a opções de substituição.

    Termoacumuladores de Armazenamento

    Um termoacumulador de armazenamento pré-aquece a água e posteriormente armazena-a num reservatório. Apesar das melhorias no isolamento, os termoacumuladores de armazenamento são a opção menos eficiente para a maior parte das pessoas. Procure um termoacumulador de armazenamento com certificação ENERGY STAR, o qual terá um EF* (Fator de Energia) de pelo menos 0,67.


    *A eficiência energética de um termoacumulador é determinada pelo fator de energia (EF), que se baseia na quantidade de água quente produzida por unidade de combustível consumida durante um dia normal.

    Termoacumuladores Sem Reservatório

    Um termoacumulador sem reservatório (também chamado de termoacumulador on-demand) aquece a água conforme solicitado em vez de a pré-aquecer e armazenar. Graças a esta funcionalidade, um termoacumulador sem reservatório não sofre as perdas de eficiência em standby como acontece com um termoacumulador de armazenamento, e consequentemente nunca fica sem água quente. No entanto, o seu fluxo é limitado, pelo que um termoacumulador sem reservatório pode não suportar múltiplas utilizações em simultâneo. Procure um EF* (Fator de energia) de pelo menos 0,82.


    Consulte o nosso blog para saber mais informações sobre opções de substituição.


    *A eficiência energética de um termoacumulador é determinada pelo fator de energia (EF), que se baseia na quantidade de água quente produzida por unidade de combustível consumida durante um dia normal.

    Passo 2: Trabalhar com um Agente

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    Passo 3: Melhores Práticas de Instalação

    Aquecimento a Gás Natural

    Caldeiras a Gás

    As caldeiras são normalmente identificadas por vários fatores

    1. Distribuição: Vapor ou água quente
    2. Fonte de combustível: Gás natural, óleo, gás propano, madeira/pellets, ou carvão (raramente)
    3. Ventilação existente: Chaminé ou ventilação direta
    4. Número de zonas de aquecimento

    A melhor opção de substituição será baseada nestes factores ou nas alterações propostas para a instalação atual. As caldeiras a gás de alta eficiência (AFUE* de 90%) podem ser ventiladas diretamente através de uma parede lateral ou telhado, no caso de ser acessível. Estas devem ser sempre aparelhos constituídos por duas tubagens, uma para recolher o ar de combustão do exterior e outra para libertar o gás de combustão para o exterior. A instalação de um aparelho de aquecimento por ventilação direta sem ar de combustão exterior pode provocar a despressurização do espaço físico e inverter a combustão de quaisquer aparelhos ventilados através de uma chaminé existente, tais como um termoacumulador a gás. Qualquer caldeira de condensação (normalmente a gás natural ou gás propano) irá condensar a humidade dos gases de combustão. Esta deve então ser descartada num local à prova de congelação através de uma bomba de condensados. De acordo com a maioria das normas, na instalação de bombas de condensados é necessária a colocação de cartuchos neutralizadores de modo a evitar a corrosão ácida das tubagens de drenagem e de esgotos de ferro fundido.


    A *Classificação de Eficiência Anual de Utilização de Combustível (AFUE) permite avaliar a eficiência com que a sua fornalha pode utilizar o respetivo combustível. Quanto mais eficiente for a sua fornalha, mais calor obterá por unidade de combustível.

    Fornalhas a Gás

    É recomendável que deixe quaisquer reparações, instalações e substituições mais exigentes a cargo do seu profissional de aquecimento doméstico de confiança.

    Controlos de Reset Exteriores

    Os controlos de reset exteriores da caldeira devidamente instalados ajudam a caldeira a antecipar as necessidades de aquecimento/refrigeração, o que evita a combustão desnecessária do combustível. Estes controlos devem ser instalados numa parede virada para norte e fora do alcance da luz solar direta, de modo a garantir o funcionamento adequado. Consulte as instruções do fabricante.

    Termoacumuladores a Gás Natural

    Termoacumuladores de Condensação

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador de condensação pode otimizar a sua eficiência energética.

    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador de condensação seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.

    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.

    Termoacumuladores Indiretos

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador pode otimizar a sua eficiência energética.

    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador indireto seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.

    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.

    Dicas de um agente instalação

    Os termoacumuladores indiretos estão instalados em caldeiras de água quente novas ou já existentes, como uma “secção de aquecimento”, pelo que será necessário uma bomba de seccionamento, uma válvula de seccionamento ou um relé de controlo. Estes são uma excelente escolha quando o termoacumulador é instalado numa caldeira de água quente eficiente, especialmente em casas com uma elevada necessidade de água quente, como é o caso das habitações com várias casas de banho. Os termoacumuladores indiretos dispõem normalmente de 30 a 120 galões de capacidade. Os termoacumuladores indiretos estão disponíveis em vários modelos: revestidos a vidro, pedra ou cimento, ou de aço inoxidável. A maioria tem isolamento de espuma R10*. A utilização de uma válvula misturadora termostática antiqueimaduras, pode também fornecer proteção ao toque e aumentar a capacidade caso exista água armazenada.


    **Para utilização em necessidades básicas de isolamento para aplicações em telhados, paredes e alicerces. O isolamento XPS pode ser utilizado como isolamento contínuo em paredes interiores ou exteriores, de modo a aumentar o valor R das paredes e assim aumentar a eficiência energética de toda a casa ou edifício.

    Termoacumuladores de Armazenamento

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador de armazenamento pode otimizar a sua eficiência energética.

    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador de armazenamento seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.

    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.

    Termoacumuladores Sem Reservatório

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador pode otimizar a sua eficiência energética.

    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.

    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.

    Passo 4: Candidatar-se ao seu Desconto

    Aquecimento a Gás Natural

    Caldeiras a Gás

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Fornalhas a Gás

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Controlos de Reset Exteriores

    Os controlos de reset exteriores não estão sujeitos a um desconto direto, no entanto, estes irão ter um grande impacto no desempenho do seu sistema. Consulte aqui outros descontos:

    Passo 5: Manutenção do Equipamento

    Aquecimento a Gás Natural

    Caldeiras a Gás

    As caldeiras devem ser alvo de manutenção profissional anualmente, no aproximar das estações mais frias. Ao examinar a caldeira é importante verificar a existência de sinais de corrosão causados por condensação, água ácida e outras possíveis causas, tais como juntas ou vedações defeituosas devido à expansão e contração. Todas as linhas ou bombas de drenagem de condensados devem ser verificadas e limpas de modo a evitar possíveis fugas e deve ser feita uma substituição de quaisquer mecanismos neutralizadores de condensados.

    Fornalhas a Gás

    De modo a garantir que o seu sistema de aquecimento está apto para o outono e inverno, comece por recorrer a uma avaliação profissional. Um especialista de AVAC irá inspecionar o seu sistema para garantir que está a funcionar de forma adequada. O agente certificado irá também proceder à limpeza do seu sistema de modo a garantir que este está a funcionar de forma eficiente. Ao investir na manutenção anual realizada por um profissional, pode estar a prolongar a vida útil do seu sistema, evitando assim grandes despesas de reparação ou até a substituição do mesmo.


    Para além da manutenção que deve ser realizada por parte de um profissional, existem algumas medidas que pode executar por si próprio de forma a melhorar a eficiência e o conforto do seu sistema de aquecimento doméstico. Consulte o nosso blog para obter mais informações.

    Controlos de Reset Exteriores

    Efetue uma verificação anual do controlo exterior para limpar quaisquer detritos existentes no sensor.

    Termoacumuladores a Gás Natural

    Termoacumuladores de Condensação

    Efetue uma descarga do seu termoacumulador a cada seis meses. Efetue uma drenagem do seu reservatório e remova quaisquer sedimentos do fundo do mesmo. Verifique regularmente o seu ânodo de sacrifício, visto que esta é uma peça fundamental do termoacumulador. Verifique a válvula reguladora de pressão anualmente. Se verificar qualquer tipo de fuga no seu termoacumulador, esta poderá ter sido causada por uma válvula de drenagem ou uma válvula reguladora de pressão soltas. Entre em contacto com o seu canalizador se verificar uma fuga na válvula reguladora de pressão. No caso de se ausentar, programe o seu termoacumulador com as configurações de férias.


    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no nosso blog.

    Termoacumuladores Indiretos

    Os sistemas indiretos de água quente não requerem uma grande manutenção de rotina, no entanto, os controlos e bombas devem ser verificados durante a inspeção anual da caldeira. Além disso, deve ser realizada anualmente uma descarga do reservatório para remover quaisquer sedimentos do fundo do mesmo.


    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no nosso blog.

    Termoacumuladores de Armazenamento

    Os termoacumuladores de armazenamento requerem uma manutenção regular do queimador (óleo, gás natural, gás propano).

    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no nosso blog.

    Termoacumuladores Sem Reservatório

    Os termoacumuladores sem reservatório podem ser drenados e esvaziados, à semelhança do que acontece com um termoacumulador de armazenamento convencional. Estes também requerem uma manutenção anual com uma verificação da tubagem de condensação e, se necessário, uma desincrustação do sistema. Eventuais incrustações no permutador de calor podem resultar numa redução do fluxo. Em áreas em que o abastecimento de água contenha níveis elevados de minerais, uma desincrustação periódica poderá ser necessária de modo a evitar uma redução do fluxo.

    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no blog da Mass Save.

    Passo 1: Compreender o Equipamento

    Aquecimento a Óleo

    Caldeiras a Óleo

    Antes de proceder à substituição da sua caldeira, se existir mais que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao óleo.  Ao adquirir uma bomba de calor elétrica não só está a optar por uma opção alternativa ao combustível que permite economizar nos custos de energia, como também está a garantir o máximo conforto e a melhor opção para a refrigeração da sua casa.

    As caldeiras de condensação atingem a eficiência através da condensação do vapor da água nos gases de exaustão e recuperando o calor latente que seria normalmente perdido através da chaminé. Quando tal sucede, as mesmas podem alcançar uma eficiência igual ou superior a 90%, mas isto só acontece se o sistema for concebido e instalado como é recomendado.

    A tecnologia da caldeira de condensação é concebida para que a temperatura ambiente seja conservada, tal como acontece quando seleciona a opção de controlo da velocidade de cruzeiro (cruise control) no seu veículo e este mantém a velocidade e poupa combustível.

    Enquanto as caldeiras convencionais apenas são capazes de interromper o funcionamento na totalidade ou funcionar na sua capacidade máxima, a sua caldeira de condensação pode funcionar quer a 20% da capacidade máxima, quer na capacidade máxima ou de acordo com a sua necessidade. A capacidade de adaptação torna-se mais eficiente se o seu sistema possuir um termoacumulador indireto de água quente sanitária, o qual terá de funcionar durante o ano inteiro. Consulte o nosso blog para obter mais informações.

    Fornalhas a Óleo

    Antes de proceder à substituição da sua fornalha, se existir mais do que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao óleo. Ao adquirir uma bomba de calor elétrica não só está a optar por uma opção alternativa ao combustível que permite economizar nos custos de energia, como também está a garantir o máximo conforto e a melhor opção para a refrigeração da sua casa.

    As fornalhas modernas para além de economizarem mais energia, poluem menos e aumentam o conforto, visto que produzem calor de forma mais constante do que as fornalhas mais antigas. Optar por uma opção eficiente em termos energéticos pode fazer uma grande diferença no que diz respeito à eficiência da sua fornalha. O nível mínimo de eficiência permitido pela legislação atual é de 78%, posto isto, as fornalhas a óleo de alta eficiência podem atingir níveis de eficiência iguais ou superiores a 86%.

    Poupe ainda mais com um ventilador de fornalha eficiente

    Muitas vezes referido como um motor elétrico de corrente contínua (CC) sem escovas ou motor de íman permanente, um motor eletronicamente comutado (ECM) recorre a um inversor integrado e a um rotor de íman para atingir níveis mais altos de eficiência do que os motores de Ar Condicionado (AC). Utilizados em bombas de caldeiras ou ventiladores de fornalhas, os motores eletronicamente comutados (ECM) podem atingir níveis de eficiência duas vezes superiores do que ventiladores ou bombas que não possuam um ECM. Hoje em dia, grande parte das fornalhas eficientes possuem estes ventiladores incorporados.

    Controlos de Reset Exteriores a Óleo

    Uma controlo de reset exterior de caldeira é um aparelho que controla automaticamente a temperatura da água da caldeira com base na temperatura exterior. A água pode ser mais fria durante o outono e a primavera, e mais quente durante os dias mais frios do inverno. Isto melhora a eficiência da caldeira, assim como o conforto interior criando uma melhor correspondência entre a saída da caldeira e as necessidades de aquecimento do espaço. Um sistema de distribuição de caldeiras é concebido com o objetivo de manter uma casa quente durante os dias mais frios do ano.

    Aquecimento de Água a Óleo

    Termoacumuladores Indiretos a Óleo

    Num termoacumulador indireto, a água circula através de um permutador de calor na caldeira. Esta água aquecida segue então para um reservatório de armazenamento isolado. A utilização de um termoacumulador indireto com uma caldeira de alta eficiência, mostra ser um dos métodos de aquecimento de água menos dispendioso.


    Se o seu termoacumulador a óleo estiver a chegar ao fim da sua vida útil (normalmente, após 10 anos), está na altura de pensar em substituí-lo. Antes de proceder à substituição do seu termoacumulador, se existir mais do que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao óleo.


    Visite o nosso blog para mais informações acerca das opções de substituição.

    Passo 2: Trabalhar com um Agente

    Aquecimento a Óleo

    Caldeiras a Óleo

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. Antes de proceder à instalação, considere a utilização de opções alternativas ao combustível e equipamento, tais como bombas de calor. Se está a realizar a substituição de equipamento através de bombas de calor, considere o seguinte:


    O seu agente tem formação em measureQuick?

    Todos os agentes com formação em measureQuick garantem que o equipamento é instalado de acordo com as especificações do fabricante. Os sistemas que são instalados adequadamente funcionam com máxima eficiência, aumentando o conforto e as poupanças na sua casa.

    Fornalhas a Óleo

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. Antes de proceder à instalação, considere a utilização de opções alternativas ao combustível e equipamento, tais como bombas de calor. Se está a realizar a substituição de equipamento através de bombas de calor, considere o seguinte:

    O seu agente tem formação em measureQuick?

    Todos os agentes com formação em measureQuick garantem que o equipamento é instalado de acordo com as especificações do fabricante. Os sistemas que são instalados adequadamente funcionam com máxima eficiência, aumentando o conforto e as poupanças na sua casa.

    Controlos de Reset Exteriores a Óleo

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. Antes de proceder à instalação, considere a utilização de opções alternativas ao combustível e equipamento, tais como bombas de calor. Se está a realizar a substituição de equipamento através de bombas de calor, considere o seguinte:


    O seu agente tem formação em measureQuick?

    Todos os agentes com formação em measureQuick garantem que o equipamento é instalado de acordo com as especificações do fabricante. Os sistemas que são instalados adequadamente funcionam com máxima eficiência, aumentando o conforto e as poupanças na sua casa.

    Aquecimento de Água a Óleo

    Termoacumuladores Indiretos a Óleo

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    Passo 3: Melhores Práticas de Instalação

    Aquecimento a Óleo

    Caldeiras a Óleo

    As caldeiras são normalmente identificadas por vários fatores  

    1. Distribuição: Vapor ou água quente
    2. Fonte de combustível: Gás natural, óleo, gás propano, madeira/pellets, ou carvão (raramente)
    3. Ventilação existente: Chaminé ou ventilação direta
    4. Número de zonas de aquecimento

    A melhor opção de substituição será baseada nestes factores ou nas alterações propostas para a instalação atual. As caldeiras a óleo podem utilizar um sistema de ventilação horizontal, e muitas oferecem opções de ar de combustão exterior para instalações com chaminé, o que mostra ser uma funcionalidade muito útil.  

    PERIGO: Os aquecedores a óleo a funcionar com uma AFUE* superior a 87,5% levarão a uma condensação da humidade na chaminé, o que irá danificar a construção da mesma devido à reação do condensado ácido com a cal na argamassa.  

    A instalação de um termoacumulador de armazenamento ou de um termoacumulador separado poderá ser um complemento benéfico para os sistemas a óleo. No entanto, é importante ter cuidado, porque estes sistemas de ferro fundido irão sofrer expansão e contração. Durante os meses mais frios, a caldeira irá permanecer fria. A caldeira irá então acender a fim de fornecer apenas água quente sanitária. Esta modulação pode resultar em fugas ou corrosão acelerada devido à condensação no próprio permutador de calor.  

    A *Classificação de Eficiência Anual de Utilização de Combustível (AFUE) permite avaliar a eficiência com que a sua fornalha pode utilizar o respetivo combustível. Quanto mais eficiente for a sua fornalha, mais calor obterá por unidade de combustível.

    Fornalhas a Óleo

    É recomendável que deixe quaisquer reparações, instalações e substituições mais exigentes a cargo do seu profissional de aquecimento doméstico de confiança. Não se esqueça de agendar a manutenção anual da sua fornalha de modo a garantir que esta se encontra a funcionar de forma adequada. Ao efetuar uma manutenção anual, estará a poupar nos custos mensais de aquecimento e também a prolongar a vida útil da sua fornalha.

    Controlos de Reset Exteriores a Óleo

    Os controlos de reset exteriores de caldeira devidamente instalados ajudam a caldeira de condensação a antecipar as necessidades de aquecimento/refrigeração, o que evita a combustão desnecessária do combustível. Estes controlos dão sinal à caldeira para esta baixar a temperatura de funcionamento em ambientes amenos e aumentar a mesma durante as alturas mais frias do inverno. Isto permite uma eficiência máxima da caldeira e um elevado conforto interior.

    Aquecimento de Água a Óleo

    Termoacumuladores Indiretos a Óleo

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador pode otimizar a sua eficiência energética.

    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a óleo. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador indireto seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização. 

    Dicas de um agente de instalação

    Os termoacumuladores indiretos estão instalados em caldeiras de água quente novas ou já existentes, como uma “secção de aquecimento”, pelo que será necessário uma bomba de seccionamento, uma válvula de seccionamento ou um relé de controlo. Estes são uma excelente escolha quando o termoacumulador é instalado numa caldeira de água quente eficiente, especialmente em casas com uma elevada necessidade de água quente, como é o caso das habitações com várias casas de banho. Os termoacumuladores indiretos dispõem normalmente de 30 a 120 galões de capacidade. Os termoacumuladores indiretos estão disponíveis em vários modelos: revestidos a vidro, pedra ou cimento, ou de aço inoxidável. A maioria tem isolamento de espuma R10*. A utilização de uma válvula misturadora termostática antiqueimaduras, pode também fornecer proteção ao toque e aumentar a capacidade caso exista água armazenada.

    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores. 

    *Isolamento com espuma R10 - Para utilização em necessidades básicas de isolamento em telhados, paredes e alicerces. O isolamento com placas de espuma pode ser utilizado como isolamento contínuo em paredes interiores ou exteriores, de modo a aumentar o valor R das paredes e assim aumentar a eficiência energética de toda a casa ou edifício. 

    Passo 4: Candidatar-se ao seu Desconto

    Aquecimento a Óleo

    Caldeiras a Óleo

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Fornalhas a Óleo

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Controlos de Reset Exteriores a Óleo

    Os controlos de reset exteriores não estão sujeitos a um desconto direto, no entanto, estes irão ter um grande impacto no desempenho do seu sistema. Consulte todos os descontos aqui:

    Passo 5: Manutenção do Equipamento

    Aquecimento a Óleo

    Caldeiras a Óleo

    As caldeiras devem ser alvo de manutenção profissional anualmente, no aproximar das estações mais frias. Ao examinar a caldeira é importante verificar a existência de sinais de corrosão causados por condensação, água ácida e outras possíveis causas, tais como juntas ou vedações defeituosas devido à expansão e contração. Todas as linhas ou bombas de drenagem de condensados devem ser verificadas/limpas de modo a evitar possíveis fugas e, anualmente, deve ser feita uma substituição de quaisquer mecanismos neutralizadores de condensados.

    Fornalhas a Óleo

    De modo a garantir que o seu sistema de aquecimento está apto para o outono e inverno, comece por recorrer a uma avaliação profissional. Um agente certificado irá inspecionar o seu sistema de modo a garantir que este está a funcionar corretamente. O agente certificado irá também proceder à limpeza do seu sistema de modo a garantir que este está a funcionar de forma eficiente. Ao investir na manutenção anual realizada por um profissional, pode estar a prolongar a vida útil do seu sistema, evitando assim grandes despesas de reparação ou até a substituição do mesmo.


    Para além da manutenção que deve ser realizada por parte de um profissional, existem algumas medidas que pode executar por si próprio de forma a melhorar a eficiência e o conforto do seu sistema de aquecimento doméstico. Consulte o nosso blog para mais informações.

    Controlos de Reset Exteriores a Óleo

    Efetue uma verificação anual do controlo exterior para limpar quaisquer detritos existentes no sensor. 

    Tendo em conta que as caldeiras raramente funcionam nas condições para as quais foram projetadas, ao reduzir a temperatura da água da caldeira estará a: 

    • Melhorar a eficiência da caldeira ao reduzir a temperatura de aquecimento necessária 
    • Melhorar o conforto interior com uma distribuição de calor mais consistente ou menos intenso a partir dos radiadores
    • Reduzir as perdas em standby das tubagens
    •  

    Aquecimento de Água a Óleo

    Termoacumuladores Indiretos a Óleo

    Os sistemas indiretos de água quente não requerem uma grande manutenção de rotina, no entanto, os controlos e bombas devem ser verificados durante a inspeção anual da caldeira. Além disso, deve ser realizada anualmente uma descarga do reservatório a fim de remover quaisquer sedimentos do fundo do mesmo. 

    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no blog da Mass Save.

    Passo 1: Compreender o Equipamento

    Aquecimento a Gás Propano

    Controlos de Reset Exteriores

    Um controlo de reset exterior de caldeira é um aparelho que controla automaticamente a temperatura da água da caldeira com base na temperatura exterior. A água pode ser mais fria durante o outono e a primavera, e mais quente durante os dias mais frios do inverno. Isto melhora a eficiência da caldeira, assim como o conforto interior criando uma melhor correspondência entre a saída da caldeira e as necessidades de aquecimento do espaço. Um sistema de distribuição de caldeiras é concebido com o objetivo de manter uma casa quente durante os dias mais frios do ano.

    Caldeiras a Gás Propano

    Antes de proceder à substituição da sua caldeira, se existir mais que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao gás propano.  Ao adquirir uma bomba de calor elétrica não só está a optar por uma opção alternativa ao combustível que permite economizar nos custos de energia, como também está a garantir o máximo conforto e a melhor opção para a refrigeração da sua casa.

    As caldeiras de condensação atingem a eficiência através da condensação do vapor da água nos gases de exaustão e recuperando o calor latente que seria normalmente perdido através da chaminé. Quando tal sucede, as mesmas podem alcançar uma eficiência igual ou superior a 90%, mas isto só acontece se o sistema for concebido e instalado como é recomendado.

    A tecnologia da caldeira de condensação é concebida para que a temperatura ambiente seja conservada, tal como acontece quando seleciona a opção de controlo da velocidade de cruzeiro (cruise control) no seu veículo e este mantém a velocidade e poupa combustível.

    Enquanto as caldeiras convencionais apenas são capazes de interromper o funcionamento na totalidade ou funcionar na sua capacidade máxima, a sua caldeira de condensação pode funcionar quer a 20% da capacidade máxima, quer na capacidade máxima ou de acordo com a sua necessidade. A capacidade de adaptação torna-se mais eficiente se o seu sistema possuir um termoacumulador indireto de água quente sanitária, o qual terá de funcionar durante o ano inteiro. Consulte o nosso blog para obter mais informações.

    Fornalhas a Gás Propano

    Antes de proceder à substituição da sua fornalha, se existir mais do que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao gás propano. Ao adquirir uma bomba de calor elétrica não só está a optar por uma opção alternativa ao combustível que permite economizar nos custos de energia, como também está a garantir o máximo conforto e a melhor opção para a refrigeração da sua casa. 

    As fornalhas modernas para além de economizarem mais energia, poluem menos e aumentam o conforto, visto que produzem calor de forma mais constante do que as fornalhas mais antigas. Optar por uma opção eficiente em termos energéticos pode fazer uma grande diferença! O nível mínimo de eficiência permitido pela legislação atual é de 78%, posto isto, as fornalhas a gás propano de alta eficiência podem atingir níveis de eficiência iguais ou superiores a 95%.

    Poupe ainda mais com um ventilador de fornalha eficiente

    Muitas vezes referido como um motor elétrico de corrente contínua (CC) sem escovas ou motor de íman permanente, um motor eletronicamente comutado (ECM) recorre a um inversor integrado e a um rotor de íman para atingir níveis mais altos de eficiência do que os motores de corrente alternada (AC). Utilizados em bombas de caldeiras ou ventiladores de fornalhas, os motores eletronicamente comutados (ECM) podem atingir níveis de eficiência duas vezes superiores do que ventiladores ou bombas que não possuam um ECM. Hoje em dia, grande parte das fornalhas eficientes possuem estes ventiladores já incorporados.

    Aquecimento de Água a Gás Propano

    Termoacumuladores de Condensação

    Um termoacumulador de condensação funciona de forma semelhante a uma caldeira de condensação, retendo o calor da exaustão antes de este se propagar. É altamente eficiente, mas vai exigir igualmente ventilação e drenagem. Procure uma eficiência de pelo menos 95%.


    Se o seu termoacumulador a gás propano estiver a chegar ao fim da sua vida útil (normalmente, após 10 anos), está na altura de pensar em substituí-lo. Antes de proceder à substituição do seu termoacumulador, se existir mais do que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao gás propano.

    Termoacumuladores Indiretos

    Num termoacumulador indireto, a água circula através de um permutador de calor na caldeira. Esta água aquecida segue então para um reservatório de armazenamento isolado. A utilização de um termoacumulador indireto com uma caldeira de alta eficiência, mostra ser um dos métodos de aquecimento de água menos dispendioso.


    Se o seu termoacumulador a gás propano estiver a chegar ao fim da sua vida útil (normalmente, após 10 anos), está na altura de pensar em substituí-lo. Antes de proceder à substituição do seu termoacumulador, se existir mais do que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao gás propano.

    Termoacumuladores de Armazenamento

    Um termoacumulador de armazenamento pré-aquece a água e posteriormente armazena-a num reservatório. Apesar das melhorias no isolamento, os termoacumuladores de armazenamento são a opção menos eficiente para a maior parte das pessoas. Procure um termoacumulador de armazenamento com certificação ENERGY STAR, o qual terá um EF* (Fator de Energia) de pelo menos 0,67.


    Se o seu termoacumulador a gás propano estiver a chegar ao fim da sua vida útil (normalmente, após 10 anos), está na altura de pensar em substituí-lo. Antes de proceder à substituição do seu termoacumulador, se existir mais do que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao gás propano.


    *A eficiência energética de um termoacumulador é determinada pelo fator de energia (EF), que se baseia na quantidade de água quente produzida por unidade de combustível consumida durante um dia normal.

    Termoacumuladores Sem Reservatório

    Um termoacumulador sem reservatório (também chamado de termoacumulador on-demand) aquece a água conforme solicitado em vez de a pré-aquecer e armazenar. Graças a esta funcionalidade, não sofre as perdas de eficiência em standby como acontece com um termoacumulador de armazenamento, e consequentemente nunca fica sem água quente. No entanto, o seu fluxo é limitado, pelo que um termoacumulador sem reservatório pode não suportar múltiplas utilizações em simultâneo. Procure um EF* (Fator de energia) de pelo menos 0,82.


    Consulte o nosso blog para saber mais informações relativamente a opções de substituição.


    Antes de proceder à substituição do seu termoacumulador, se existir mais do que uma opção disponível, é importante que tenha em conta as opções e custos de combustível. Poderá descobrir que irá poupar mais dinheiro a longo prazo se utilizar combustível alternativo ao gás propano.


    *A eficiência energética de um termoacumulador é determinada pelo fator de energia (EF), que se baseia na quantidade de água quente produzida por unidade de combustível consumida durante um dia normal.

    Passo 2: Trabalhar com um Agente

    Aquecimento a Gás Propano

    Controlos de Reset Exteriores

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    Caldeiras a Gás Propano

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    O seu agente tem formação em measureQuick?

    Todos os agentes com formação em measureQuick garantem que o equipamento é instalado de acordo com as especificações do fabricante. Os sistemas que são instalados adequadamente funcionam com máxima eficiência, aumentando o conforto e as poupanças na sua casa.

    Fornalhas a Gás Propano

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    O seu agente tem formação em measureQuick?

    Todos os agentes com formação em measureQuick garantem que o equipamento é instalado de acordo com as especificações do fabricante. Os sistemas que são instalados adequadamente funcionam com máxima eficiência, aumentando o conforto e as poupanças na sua casa.

    Aquecimento de Água a Gás Propano

    Termoacumuladores de Condensação

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    Termoacumuladores Indiretos

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    Termoacumuladores de Armazenamento

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    Termoacumuladores Sem Reservatório

    Trabalhe com um agente certificado para determinar qual o equipamento adequado para a sua casa. É importante que, antes de proceder à instalação, consulte um ou mais agentes de aquecimento certificados ou canalizadores à sua escolha para obter orçamentos.

    Passo 3: Melhores Práticas de Instalação

    Aquecimento a Gás Propano

    Controlos de Reset Exteriores

    Os controlos de reset exteriores de caldeira devidamente instalados ajudam a caldeira de condensação a antecipar as necessidades de aquecimento/refrigeração, o que evita a combustão desnecessária do combustível. O controlo de reset exterior dá sinal à caldeira de água para esta baixar a temperatura de funcionamento em ambientes amenos e aumentar a mesma durante as alturas mais frias do inverno. Isto permite uma eficiência máxima da caldeira e um elevado conforto interior, durante todo o ano.

    Caldeiras a Gás Propano

    A melhor opção de substituição será baseada nestes fatores ou nas alterações propostas para a instalação atual. As caldeiras a gás propano de alta eficiência (AFUE* de 90%) podem ser ventiladas diretamente através de uma parede lateral ou telhado, no caso de ser acessível. Estas devem ser sempre instalações constituídas por duas tubagens, uma para recolher o ar de combustão do exterior e outra para libertar o gás de combustão para o exterior. A instalação de um aparelho de aquecimento por ventilação direta sem ar de combustão do exterior pode provocar a despressurização do espaço físico e inverter a combustão de quaisquer aparelhos ventilados através de uma chaminé, tais como um termoacumulador a gás propano. Qualquer caldeira de condensação (normalmente a gás natural ou gás propano) irá condensar a humidade dos gases de combustão. Esta deve então ser descartada num local à prova de congelação através de uma bomba de condensados. De acordo com a maioria das normas, na instalação de bombas de condensados é necessária a colocação de cartuchos neutralizadores de modo a evitar a corrosão ácida das tubagens de drenagem e de esgotos de ferro fundido.


    A *Classificação de Eficiência Anual de Utilização de Combustível (AFUE) permite avaliar a eficiência com que a sua fornalha pode utilizar o respetivo combustível. Quanto mais eficiente for a sua fornalha, mais calor obterá por unidade de combustível.

    Fornalhas a Gás Propano

    É recomendável que deixe quaisquer reparações, instalações e substituições mais exigentes a cargo do seu profissional de aquecimento doméstico de confiança.

    Aquecimento de Água a Gás Propano

    Termoacumuladores de Condensação

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador pode otimizar a sua eficiência energética.


    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.


    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.

    Termoacumuladores Indiretos

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador pode otimizar a sua eficiência energética.


    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás propano. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador indireto seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.


    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.


    Dicas de um agente de instalação

    Os termoacumuladores indiretos estão instalados em caldeiras de água quente novas ou já existentes, como uma “secção de aquecimento”, pelo que será necessário uma bomba de seccionamento, uma válvula de seccionamento ou um relé de controlo. Estes são uma excelente escolha quando o termoacumulador é instalado numa caldeira de água quente eficiente, especialmente em casas com uma elevada necessidade de água quente, como é o caso das habitações com várias casas de banho. Os termoacumuladores indiretos dispõem normalmente de 30 a 120 galões de capacidade. Os termoacumuladores indiretos estão disponíveis em vários modelos: revestidos a vidro, pedra ou cimento, ou de aço inoxidável. A maioria tem isolamento de espuma R10*. A utilização de uma válvula misturadora termostática antiqueimaduras, pode também fornecer proteção ao toque e aumentar a capacidade caso exista água armazenada.

    *Isolamento com espuma R10 - Para utilização em necessidades básicas de isolamento em telhados, paredes e alicerces. O isolamento com placas de espuma pode ser utilizado como isolamento contínuo em paredes interiores ou exteriores, de modo a aumentar o valor R das paredes e assim aumentar a eficiência energética de toda a casa ou edifício.

    Termoacumuladores de Armazenamento

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador pode otimizar a sua eficiência energética.


    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás propano. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.


    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.

    Termoacumuladores Sem Reservatório

    Uma instalação e manutenção adequada do seu termoacumulador pode otimizar a sua eficiência energética.


    A instalação adequada depende de muitos fatores. Estes fatores incluem o tipo de combustível, clima, requisitos do código de construção local e questões de segurança, especialmente no que diz respeito à combustão de termoacumuladores a gás propano. Por conseguinte, a melhor solução é que a instalação do seu termoacumulador seja feita por um profissional qualificado de aquecimento e canalização.


    Se está decidido a instalar um termoacumulador por iniciativa própria, deve consultar primeiro o fabricante. Por norma, os fabricantes dispõem dos manuais de instalação e de instruções necessários. Além disso, entre em contacto com o município local para obter informações sobre a obtenção de uma licença, se necessário, e sobre a legislação local relativa à instalação de termoacumuladores.

    Passo 4: Candidatar-se ao seu Desconto

    Aquecimento a Gás Propano

    Controlos de Reset Exteriores

    Os controlos de reset exteriores não estão sujeitos a um desconto direto, no entanto, estes irão ter um grande impacto no desempenho do seu sistema. Consulte aqui outros descontos:

    Caldeiras a Gás Propano

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Fornalhas a Gás Propano

    Os Patrocinadores da Mass Save® oferecem ainda mais incentivos ao reduzir o combustível utilizado através de uma bomba de calor. Para mais informações, analise os requisitos da Otimização de Combustível na página de Descontos.

    Passo 5: Manutenção do Equipamento

    Aquecimento a Gás Propano

    Controlos de Reset Exteriores

    Efetue uma verificação anual do controlo exterior para limpar quaisquer detritos existentes no sensor.

    Tendo em conta que as caldeiras raramente funcionam nas condições para as quais foram projetadas, ao reduzir a temperatura da água da caldeira estará a:

    • Melhorar a eficiência da caldeira ao reduzir a temperatura de aquecimento necessária
    • Melhorar o conforto interior com uma distribuição de calor mais consistente ou menos intenso a partir dos radiadores
    • Reduzir as perdas em standby das tubagens

    Caldeiras a Gás Propano

    As caldeiras devem ser alvo de manutenção profissional anualmente, no aproximar das estações mais frias. Ao examinar a caldeira é importante verificar a existência de sinais de corrosão causados por condensação, água ácida e outras possíveis causas, tais como juntas ou vedações defeituosas devido à expansão e contração. Todas as linhas ou bombas de drenagem de condensados devem ser verificadas/limpas de modo a evitar possíveis fugas, e, anualmente, deve ser feita uma substituição de quaisquer mecanismos neutralizadores de condensados.

    Fornalhas a Gás Propano

    De modo a garantir que o seu sistema de aquecimento está apto para o outono e inverno, comece por recorrer a uma avaliação profissional. Um especialista de AVAC irá inspecionar o seu sistema para garantir que está a funcionar de forma adequada. O agente certificado irá também proceder à limpeza do seu sistema de modo a garantir que este está a funcionar de forma eficiente. Ao investir na manutenção anual realizada por um profissional, pode estar a prolongar a vida útil do seu sistema, evitando assim grandes despesas de reparação ou até a substituição do mesmo.


    Para além da manutenção que deve ser realizada por parte de um profissional, existem algumas medidas que pode executar por si próprio de forma a melhorar a eficiência e o conforto do seu sistema de aquecimento doméstico. Consulte o nosso blog para mais informações.

    Aquecimento de Água a Gás Propano

    Termoacumuladores de Condensação

    Efetue uma descarga do seu termoacumulador a cada seis meses. Efetue uma drenagem do seu reservatório e remova quaisquer sedimentos do fundo do mesmo. Verifique regularmente o seu ânodo de sacrifício, visto que esta é uma peça fundamental do termoacumulador. Verifique a válvula reguladora de pressão anualmente. Se verificar qualquer tipo de fuga no seu termoacumulador, esta poderá ter sido causada por uma válvula de drenagem ou uma válvula reguladora de pressão soltas. Entre em contacto com o seu canalizador se verificar uma fuga na válvula reguladora de pressão. No caso de se ausentar, programe o seu termoacumulador com as configurações de férias.


    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no nosso blog.

    Termoacumuladores Indiretos

    Os sistemas indiretos de água quente não requerem uma grande manutenção de rotina, no entanto, os controlos e bombas devem ser verificados durante a inspeção anual da caldeira. Além disso, deve ser realizada anualmente uma descarga do reservatório para remover quaisquer sedimentos do fundo do mesmo.


    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no blog da Mass Save.

    Termoacumuladores de Armazenamento

    Os termoacumuladores de armazenamento requerem uma manutenção regular do queimador (óleo, gás natural, gás propano).


    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no nosso blog.

    Termoacumuladores Sem Reservatório

    Os termoacumuladores sem reservatório podem ser drenados e esvaziados, à semelhança do que acontece com um termoacumulador de armazenamento convencional. Estes também requerem uma manutenção anual de modo a verificar a tubagem de condensação e, se necessário, realizar uma desincrustação do sistema. Eventuais incrustações no permutador de calor podem resultar numa redução do fluxo. A desincrustação periódica poderá ser necessária em áreas em que o abastecimento de água contenha níveis elevados de minerais.


    Descubra cinco dicas simples que podem ser úteis para a manutenção do seu termoacumulador no nosso blog.

    Tem alguma dúvida?

    Ligue-nos ou remeta-nos as suas dúvidas por e-mail, estamos aqui para ajudar.

    Ligue para o número 1-800-232-0672 ou envie um e-mail para [email protected]

     

    WE ARE MASS SAVE: