Produção Combinada de Calor e Eletricidade (CHP)

Saiba quais os benefícios do CHP para grandes públicos e edifícios comerciais.
Os sistemas CHP geram energia elétrica e calor simultaneamente e convertem o calor desperdiçado em energia útil. O resultado é menos desperdício, uma emissão mais baixa de carbono e até 80 por cento de eficiência.

 

Porquê o CHP Para a Sua Empresa?

CHP é a produção simultânea de energia elétrica e térmica através de uma única fonte de combustível, como por exemplo o gás natural. Por exemplo, quando acoplado a um gerador, um motor a gás natural produz energia elétrica. O motor também produz calor residual através dos gases do escape do motor, do calor rejeitado através do radiador, para manter o motor e o lubrificante à temperatura certa. Normalmente este calor residual pode ser usado para produzir vapor ou água quente para aquecimento de espaços, água quente sanitária ou processos de fabricação. O vapor ou a água quente produzida pelo CHP irá reduzir a quantidade de combustível de outra forma usado na caldeira das instalações para estes fins.

A eficiência global de um sistema CHP pode chegar a 80 por cento, ultrapassando a eficiência da energia gerada a partir de uma fábrica central e distribuída através de um sistema de transmissão e distribuição (eficiência de ~35 a 40 por cento) combinado com a produção local de energia térmica.  Além disso, o aumento da eficiência do CHP leva a uma emissão mais baixa de carbono devido à redução das emissões de gases com efeito de estufa.
Outros benefícios importantes do CHP podem incluir o modo standby nas instalações e um melhor controlo da potência, dependendo do tipo de gerador e dos controlos usados no CHP. Se esses recursos são do seu interesse, saiba mais sobre opções e custos através do seu fornecedor de CHP.  Além disso, os incentivos para o programa de eficiência energética CHP federais, estaduais e elétricos podem melhorar significativamente os custos do seu projeto.
Para obter os benefícios máximos com uma instalação CHP, a energia térmica gerada pela unidade CHP deve ser plenamente utilizada pelas instalações anfitriãs. As melhores aplicações para CHP são instalações com altas horas anuais de funcionamento e de carga térmica contínua. Instalações em que as cargas elétricas e térmicas coincidem em grande parte são ideais.  Exemplos dessas aplicações incluem processos industriais que necessitam de calor e eletricidade durante o mesmo período de tempo (particularmente aqueles com operação 24/7), e instalações comerciais, como hotéis, hospitais, casas de repouso, escolas, faculdades, lavandarias, postos de saúde e apartamentos com várias unidades. As cargas térmicas e elétricas diárias têm uma importância fundamental, pois permitem um retorno sobre o capital de investimento do CHP dentro de um período de tempo aceitável.

Os incentivos disponíveis para projetos CHP destinam-se a incentivar o “dimensionamento correto.” Normalmente os sistema CHP que são dimensionados sem ter em conta as medidas de eficiência energética elétrica e termal podem acabar por ser muito grandes para a carga elétrica e termal do edifício. Isto é especialmente verdade se as medidas de eficiência energética do edifício tradicionais sejam implementadas depois, e não antes, do dimensionamento e da instalação do CHP. Os incentivos oferecidos para as unidades CHP são concebidos especificamente para desencorajar “um dimensionamento errado”. Os maiores incentivos são atribuídos a projetos que incorporam mais medidas tradicionais de eficiência energética do edifício antes do desenvolvimento do CHP.

Os níveis reais de incentivos têm por base a eficiência elétrica e térmica anual, a geração de energia elétrica anual, kW gerados durante o período máximo coincidente de ISO e níveis Tier conforme a descrição no Guia para Submissão de Pedidos CHP. A estrutura de incentivos de Tier 1, 2 e 3 destina-se a projetos CHP que cumprem todos os requisitos ao abrigo do Programa de Remodelação e consistirá na implementação de projetos CHP que apoiam instalações existentes. O primeiro passo no sentido de fazer uma estimativa do nível de incentivos consiste em determinar o “nível Tier” do projeto. Tenha em atenção que os incentivos específicos variam consoante a eficiência anual de um projeto (elétrico ou termal) e outros atributos de um projeto. Os incentivos conforme estão descritos nas páginas 14 e 15 do Guia não são garantidos.

Cada Patrocinador aprovará incentivos com base nos respetivos orçamentos e noutros critérios para administrar o programa específico de forma eficiente.

 

Cimeira da Produção Combinada de Calor e Eletricidade Industrial (23 de junho de 2016)

Encuentre su patrocinador de Mass Save

Oops, you forgot something! Please enter a valid zip code.